Rubem Berta

Hoje a cidade de Porto Alegre está de aniversário: 243 anos. É uma ótima oportunidade para homenagear quem mora distante de qualquer tipo de símbolo turístico, prédio histórico, parque, rua arborizada, bairro boêmio, centro cultural e etc. Sejam bem-vindos ao Rubem Berta.

A imagem acima apresenta uma visão de cima de um canto aleatório na Zona Norte da cidade. O bairro responde, por razões misteriosas, ao nome de um empresário brasileiro famoso, que foi diretor da VARIG, o tal do Rubem. O lugar, provavelmente, era uma bela e inóspita várzea, até que, em algum momento nos últimos 40 anos, a cidade o engoliu. Só para dar uma ideia, o bairro se encontra, em linha reta, a 12 quilômetros da Prefeitura. É o lugar mais remoto na Zona Norte do município. Depois dele, é a cidade de Alvorada.

Ao centro da imagem, se destaca a principal atração do bairro: o dito “campão”. O campão é uma figura folclórica no dialeto dos subúrbios brasileiros: entre todos os campos de futebol das redondezas, ele é sempre o maior. Olhando ao redor, é fácil perceber que as casas foram todas loteadas ordeiramente. O fator que adiciona um certo caos na paisagem são os “puxadinhos” que, em uma cronolgia geracional, simplesmente ocuparam todos os fundos dos lotes.

Ainda que longe de ser turístico, o bairro é famoso, aparecendo frequentemente dos jornais da cidade. Nas páginas policiais, infelizmente. Já muitas vezes considerado o bairro mais violento da cidade, o bairro foi incluído no programa “Territórios de Paz” implantado pelo último governo do Estado (em Porto Alegre os territórios são os bairros Rubem Berta, Lomba do Pinheiro, Restinga e Santa Tereza). O programa, que inclui uma série de medidas transversais envolvendo a segurança, foi criticado no final da última gestão por não ter reduzido o índice de assassinatos no bairro. Com as atitudes da nova gestão no Estado em relação ao policiamento e segurança, fica muitíssimo complicado apostar que as coisas vão melhorar.

No mais, fica a minha homenagem a esse povo que mora nos rincões da cidade.


Fontes:

Atlas Ambiental de Porto Alegre

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ruben_Berta

http://diariogaucho.clicrbs.com.br/rs/policia/noticia/2013/01/na-criminalidade-algumas-regioes-da-capital-sao-como-a-faixa-de-gaza-4013600.html

http://diariogaucho.clicrbs.com.br/rs/policia/noticia/2014/12/mortes-aumentam-mais-nos-territorios-da-paz-que-no-restante-de-porto-alegre-4671865.html

http://portal.mj.gov.br/main.asp?View=0FE4DE4E-72AC-4C35-97BE-7A8275AF399D&BrowserType=IE&LangID=pt-br&params=itemID%3D%7B56E765D6-B0E8-4625-9587-91DD5F305EB2%7D%3B&UIPartUID=%7B2868BA3C-1C72-4347-BE11-A26F70F4CB26%7D

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s